top of page

10 (ou mais) séries: o que de melhor eu vi em 2022


Tudo Pede Salvação: drama e humor da Itália


Vi várias séries e minisséries em 2022, mas, como sempre, procuro fugir do óbvio. Não vi, por exemplo, as badaladas Wandinha, Os Anéis de Poder e A Casa do Dragão nem as já cultuadas O Urso e Ruptura. É impossível ver tudo e, muitas vezes, eu quebro a cara: assisto, não gosto e perco meu precioso tempo (rs). Escolhas precisam ser feitas e abaixo estão as minhas dez prediletas (sem ordem de preferência) e um bônus com outras seis.


Clique no título caso queira ler minha avaliação completa.


Black Bird > Taron Egerton e Paul Walter Hauser travam um duelo de atuações e são antagonistas na história de um traficante de drogas que é infiltrado numa penitenciária para descobrir se um sujeito de comportamento manso é um serial killer. Onde assistir: AppleTV+.


Tudo Pede Salvação > Poucos viram essa série italiana sobre um jovem que, após uma noite regada a drogas e álcool, acorda num hospital psiquiátrico e precisa conviver uma semana com os pacientes de seu quarto. É uma terna mistura de drama e humor. Onde assistir: Netflix.


O Bebê > O tom da série inglesa, entre o suspense e a morbidez, vai oscilando de capítulo para capítulo, como se estivéssemos pisando em um terreno pantanoso. Adoro quando algo sai fora da caixinha e me surpreende. Onde assistir: HBO Max.


The Dropout > Amanda Seyfried está impecável como Elizabeth Holmes, personagem verídica que, em 2003, fundou a Theranos para criar um aparelho que, com uma gota de sangue, fosse capaz de realizar duzentos testes clínicos, em poucos minutos. Onde assistir: Star+.


WeCrashed > Nem a minissérie nem seus protagonistas (Jared Leto e Anne Hathaway) estão aparecendo nas listas de premiações americanas. É uma pena porque é muito bem conduzida a trajetória de Adam Neumann, CEO da WeWork, a maior empresa de coworking do mundo. Onde assistir: AppleTV+.


Clark > Anárquica, debochada e visualmente criativa, a minissérie registra a trajetória do criminoso Clark Olofsson, um dos bandidos mais procurados da Suécia. Bill Skarsgård deita e rola no papel-título. Onde assistir: Netflix.


Euphoria 2 > Já tinha gostado da primeira temporada, mas a segunda me arrebatou. Tudo é tão perfeito que fica impossível encontrar algum defeito. Da direção ao elenco primoroso, da fotografia meticulosa à trilha sonora arrebatadora. Onde assistir: HBO Max.


Manhãs de Setembro 2 > Outra série que também continua me arrebatando, aqui por causa de personagens que espelham a dura realidade de São Paulo, com seus cantores marginais, uma boate de transformistas e uma entregadora trans de aplicativos, papel da ótima Liniker. Onde assistir: Amazon Prime Video.


Dhamer – Um Canibal Americano > O criador Ryan Murphy (Pose) acertou novamente ao mostrar, em dez longos episódios, a história de Jeffrey Dahmer, o canibal de Milwaukee, que comia literalmente suas vítimas, na década de 90. A atuação de Evans Peters é espetacular. Onde assistir: Netflix.


Cinco Dias no Hospital Memorial > No fim de agosto de 2005, o furacão Katrina passou por Nova Orleans e deixou parte da cidade destruída. No Memorial Hospital, havia mais de 200 pacientes. A minissérie recria com perfeição os dias de agonia dos personagens em busca de uma ajuda externa. Onde assistir: AppleTV+.


Também merecem destaque:

Super Pumped: a história do criador da Uber


The Crown 5 > Não foi a melhor temporada, mas manteve a perfeição na recriação de época e na atuação de todo o elenco. Onde assistir: Netflix.


O Ensaio > Uma engenhosa mistura de reality, documentário e ficção que me deixou intrigado. Onde assistir: HBO Max.


Super Pumped > Joseph Gordon-Levitt dá o sangue e a minissérie faz um registro de Travis Kalanick, criador da Uber. Onde assistir: Paramount+.


Pam & Tommy > A história da sex tape da atriz Pamela Anderson transando com seu marido, Tommy Lee, ganhou uma minissérie cheia de reviravoltas eletrizantes. Onde assistir: Star+.


O Turista > Jamie Dornan está ótimo como o homem que, após um acidente, acorda sem memória num hospital e precisa descobrir que é com a ajuda de uma inexperiente policial. Onde assistir: HBO Max.


The White Lotus > Fiquei grudado nos oito episódios, mas, em comparação à primeira temporada, achei a conclusão morna. Onde assistir: HBO Max.


2.077 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page