top of page

O Ensaio: nem tudo na vida é real e verdadeiro


Nathan Fielder: criador de uma experiência única


Não sei se Nathan Fielder criou a melhor série do ano, mas, com certeza, O Ensaio, da HBO Max, tem uma originalidade ímpar.


É até difícil fazer uma sinopse de um trabalho que mistura reality, documentário e ficção. Fielder vai atrás de pessoas, no Estado do Oregon, que queiram fazer algum tipo de experiência sobre relações humanas. Um senhor, por exemplo, mentiu para os amigos que é pós-graduado, quer contar a verdade, mas precisa de ajuda. É recriado o ambiente do bar onde se eles se encontram e uma atriz faz o papel da melhor amiga. Eles ensaiam, ensaiam... até que chega o dia de registrar a realidade. Achou instigante?


A maior parte dos seis episódios é tomada pela história de uma mulher de 44 anos, extremamente religiosa. Ela quer ser mãe, mas não sabe se tem o dom da maternidade. Isolada numa casa durante a pandemia, ela vai conviver algumas semanas com um bebê, uma criança e um adolescente, para sentir como é ter um filho ao longo dos anos.


Fielder é o condutor dos ensaios e participa de uma experiência (não vou dizer qual). Entre o real e o ficcional, ele celebra a arte da interpretação e confunde o espectador entre o que é verdade e o que é imaginação. Gostei bastante.





406 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page