top of page

Super Pumped: a ascensão, o sucesso e os podres da Uber


Joseph Gordon-Levitt: de cordeiro a lobo


Minisséries sobre personalidades do universo das startups está virando moda. E eu estou adorando. Já vi WeCrashed (sobre a WeWork) e The Dropout (sobre a Theranos). Minha dica agora é Super Pumped - A Batalha pela Uber, disponível no Paramount+. São sete episódios para narrar a trajetória de Travis Kalanick, fundador e CEO do aplicativo de transportes.


Mesmo sem ter o esmero das outras produções citadas e com um início que mais parece um vídeo institucional da Uber, a história dá uma boa arrancada no segundo capítulo.


Tudo começa em 2009. Travis já havia criado, com seu sócio (e o idealizador da ideia), a UberCab, que só funciona em São Francisco, onde moravam. Como Travis era o CEO, foi atrás de um investidor e caiu nas graças de Bill Gurley (Kyle Chandler), que injetou milhares de dólares na empresa.


A briga com o sindicato dos taxistas teve início (o mesmo ocorreu no Brasil), mas ele foi vencendo as batalhas. Até dar para torcer pelo protagonista no início, mas, com o sucesso subindo à cabeça, Travis virou um sujeito egocêntrico, egoísta, arrogante, prepotente e insubordinado.


Super Pumped é baseada no livro A Guerra pela Uber, de Mike Isaac, lançado no Brasil pela Editora Intrínseca. Com o passar do tempo, a série só vai melhorando. É quando vão surgindo escândalos, como os gastos em festas nababescas, a invasão aos dados dos usuários, o assédio sexual dentro da Uber, as manobras equivocadas de Travis para crescer, incluindo aí uma traição a um grande parceiro, o Google (!!).


Joseph Gordon-Levitt, que interpreta Travis, é um ator tão bom que vai do cordeiro ao lobo com uma voracidade impressionante. O elenco de apoio é igualmente competente, com Chandler, Uma Thurman (fazendo a empreendedora Arianna Huffington) e Elizabeth Shue, entre outros. A trama chega até 2017 e, para mim, já estaria encerrada, mas haverá uma segunda temporada. Precisa?





686 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


Los comentarios se han desactivado.
bottom of page