Wonder Boy: a incrível busca de um estilista pelas origens


Olivier Rousteing em Wonder Boy: documentário na Netflix (foto: divulgação)


A incrível história de Olivier Rousteing daria um filme ficcionalizado, mas o documentário Wonder Boy, disponível na Netflix, já garante muito interesse por sua trajetória.


Olivier conquistou um dos postos mais altos do cenário fashion francês. Nascido em 1985, ele virou estilista e assumiu o cargo de diretor criativo da marca Balmain em 2011 - não tinha nem 30 anos de idade, feito só igualado a Yves Saint-Laurent.


Wonder Boy segue em duas direções. Além de mostrar seu processo criativo e seus desfiles luxuosos, sempre com a presença de celebridades (até Neymar aparece numa rápida cena), o registro invade sua intimidade para, sobretudo, tentar descobrir quem são seus pais biológicos.


Negro e homossexual, Olivier foi adotado ainda bebê por um casal branco de Bordeaux. Para se aprofundar em raízes, precisa enfrentar os entraves da burocracia francesa.


Com uma câmera discreta, a diretora Anissa Bonnefont acompanhou a peregrinação de Olivier por dois anos. Captou momentos de genuína emoção com as informações que ele foi recolhendo.


Também são interessantes as conversas íntimas que Olivier tem com seu motorista, principalmente quando se abre para falar da dificuldade em encontrar um namorado.


Pode ser que o desfecho desaponte alguns espectadores. Mas, ao dar o start num documentário sem saber seu final, corre-se o risco de encontrar muitas pedras pelo caminho.



INSCREVA-SE aqui para receber a Newsletter


228 visualizações

Posts recentes

Ver tudo