Waco: uma tragédia que o mundo acompanhou de perto


Taylor Kitsch é David Koresh: Bíblia nas mãos


Waco é uma minissérie de 2018, mas só agora a descobri no Globoplay. Trata-se de uma ficção, inspirada em caso real cujo roteiro foi desenvolvido a partir dos livros de dois sobreviventes e de um dos agentes do FBI que comandou a operação.


Talvez você se lembre do caso. Em fevereiro de 1993, os agentes federais fizeram um cerco em torno de uma construção na área rural de Waco, no Texas. A negociação durou 51 dias e não terminou bem (sem spoilers porque nem eu lembrava direito do fato).


São seis episódios para relembrar como tudo começou. David Koresh (Taylor Kitsch) tocava guitarra em barzinhos e era da paz. No rancho de Waco, liderava de uma seita do Ramo Davidiano. Dezenas de pessoas viviam lá e acreditam que ele seria o novo Messias. As palavras da Bíblia eram compartilhadas como os "irmãos".


Só que por trás da fachada do homem correto, Koresh era um indivíduo egocêntrico e imoral. Ele escondia um arsenal na casa e tinha regras para viver em sua companhia. Nada de cigarros, bebidas alcóolicas e drogas. E muito menos sexo! Os homens casados deviam abdicar das esposas, que ele usava para sua procriação.


Como foi baseado em relatos de ambos os lados (de dois homens que conviveram com Koresh e do agente do FBI Gary Noesner, papel de Michael Shannon), o roteiro dá uma ideia mais realista de um fato que o mundo acompanhou atento.


Koresh não era flor que se cheirasse, mas a truculência com que os policiais invadiram sua propriedade também não foi das mais acertadas. O resultado só podia terminar numa tragédia que deixa um saldo amargo na boca devido à conclusão dada pelo governo americano.


INSCREVA-SE aqui para receber a Newsletter



435 visualizações

Posts recentes

Ver tudo