top of page

The Girl from Plainville: caso real tem dupla versão


Michelle Carter vai ao local do suicídio (divulgação)


Eu já indiquei aqui a ótima minissérie documental Eu Te Amo, Agora Morra, que está na HBO Max. Se você viu, deve lembrar do caso da jovem que incentivou o namorado a se matar. Essa história chocante virou uma minissérie com atores e oito episódios. É The Girl from Plainville, disponível no Lionsgate+, o antigo Starzplay.


Só para você recordar. Conrad Roy III (Colton Ryan), apelidado de Coco, tinha 18 anos e era um rapaz deprimido. Conheceu Michelle Carter (Elle Fanning) na Flórida e se apaixonaram. Ambos moravam em Massachusetts e, depois do primeiro encontro, se viram raras vezes. O namoro era virtual.


A minissérie ficcional se aprofunda muito mais na personalidade do casal. Michelle era uma garota solitária, ignorada pelas colegas e tentando ser querida a qualquer preço. Coco não tinha rumo certo na vida e já havia tentado se suicidar.


Talvez The Girl from Plainville passe pano para Michelle, mas, por outro lado, dá sua versão para o caso. Se o documentário tem duas partes, a minissérie ficcional abusa do tempo em seus longos oito capítulos. Há muito vaivém no tempo, uma narrativa que está sendo usada com frequência e que, na minha opinião, já cansou.


Elle Fanning ficou muito parecida com a verdadeira Michelle Carter e entrega uma atuação honesta, com seus olhares de espanto e de ambição - uma figura misteriosa que é difícil de decifrar.





815 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page