Robin's Wish traz a causa real da morte de Robin Williams


Imagem do cartaz de Robin's Wish: exclusivo da HBO Max


Eu já tinha visto Robin Williams - Come Inside My Mind e, agora, a HBO Max lançou mais um documentário sobre o artista: Robin's Wish esclarece (de vez) a causa da morte do ator, que nos deixou em 11 de agosto de 2014.


Além de abordar rapidamente sua carreira, o filme se concentra nos últimos meses de vida de Robin Williams, que tirou a própria vida - e isso virou motivo de especulação pela imprensa, incluindo um caso de severa depressão.


Pela primeira vez, a viúva, Susan Schneider, aparece à frente de uma câmera para explicar que seu marido tinha uma doença chamada demência de corpos de Lewy. Os sintomas são, entre outros, confusão mental, insônia e traços de esquizofrenia. A profunda instabilidade emocional acabou se abatendo no cotidiano do ator, o que o levou ao suicídio num momento em que estava sozinho em casa. Muito triste!


Além do depoimentos de amigos próximos e de vizinhos de Williams, que morava na pequena Tiburon, na Califórnia, há reveladoras entrevistas de Shawn Levy e David E. Kelley. Levy o dirigiu em seu último trabalho no cinema, Uma Noite no Museu 3, e Kelley é o criador de The Crazy Ones, seu derradeiro seriado. Ambos apontam um comportamento atípico do esfuziante astro. Williams já demonstrava apatia em cena e dificuldades em decorar os textos.


Há outros detalhes importantes em Robin's Wish. Médicos explicam como se desenvolve a doença (sem cura) que o atingiu - Williams chegou, inclusive, a ter um diagnóstico equivocado de Mal de Parkinson. E Susan, que investigou a fundo a demência de corpos de Lewy, hoje se dedica a difundir o conhecimento que adquiriu.


Robin's Wish foge do sensacionalismo ou da exploração barata da morte de um artista, que deixou um legado de filmes marcantes, como Sociedade dos Poetas Mortos e Gênio Indomável, que lhe valeu o Oscar de coadjuvante em 1998.



INSCREVA-SE aqui para receber a Newsletter

1,309 visualizações

Posts recentes

Ver tudo