14 histórias reais na Netflix que vão te emocionar


Evelyn: uma jornada pela Escócia e Inglaterra


Todo mundo que me acompanha, sabe que eu adoro documentários. E não poderia deixar de fazer uma lista com histórias reais - e comoventes - que garimpei na Netflix. Qual o seu preferido?


Crip Camp — Revolução pela Inclusão > Nos anos 60 e 70, o acampamento de verão Jened, no estado de Nova York, virou um importante ponto de encontro de adolescentes e jovens com deficiência física ou mental. A produção é do casal Barack e Michelle Obama e traz entrevistas atuais com parte do grupo embaladas em ótimas imagens de arquivo.


Secreto e Proibido > Em 1947, Terry Donahue, jogadora de beisebol, conheceu a telefonista Pat Henschel. Elas se apaixonaram e viveram um amor secreto durante décadas. O registro mostra o passado do casal e também o presente, com elas já idosas, com problemas de saúde e tentando encontrar uma casa de repouso para viver.


Diga Quem Sou > É a história de gêmeos que fazem um acerto de contas. Alex sofreu um acidente aos 18 anos, ficou em coma e, ao se recuperar, perdeu a memória. É seu irmão quem o faz relembrar o doloroso passado em meio à criação dos pais. Uma história arrepiante, incomum, reveladora e com acontecimentos escabrosos.



Pai, Filho, Pátria: um dos melhores da lista


Pai, Filho, Pátria > Em 2010, um soldado americano, em combate no Afeganistão, volta para casa. Tem de criar sozinho os dois filhos, já que a esposa abandonou a família. Eis o início de um drama familiar com consequências devastadoras. É um dos meus documentários preferidos da lista.


Atrás da Estante > No início dos anos 80, o casal Karen e Barry Mason abriram a livraria Circus of Books, em West Hollywod, Los Angeles. Eles vendiam revistas eróticas masculinas e o sucesso foi tanto que passaram investir no promissor mercado de pornografia gay em vídeo. O mais interessante da história é que Karen e Barry nunca viram os conteúdos que comercializavam e, judia, ela demorou a aceitar a homossexualidade do caçula.


Lixo Extraordinário > O Jardim Gramacho, em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, é um dos maiores aterros sanitários da América Latina, que recebe cerca de 70% dos dejetos da capital fluminense. O trabalho do artista plástico Vik Muniz, durante quase dois anos, foi usar em suas obras o que era descartado pelos catadores, contando com o auxílio de alguns trabalhadores do lixão.


Revelação > Laverne Cox foi a primeira atriz trans a ser indicada ao Emmy, em 2014, pela série Orange Is the New Black. E é ela a produtora executiva do documentário, que revisita a representatividade trans, na maioria das vezes de forma pejorativa, no cinema e na TV ao longo das décadas.


Os Capacetes Brancos > Vencedor do Oscar de melhor curta-metragem documental em 2017, o filme, de apenas 41 minutos, mostra o intenso e difícil trabalho dos socorristas, chamados capacetes brancos, na guerra da Síria.



Professor Polvo: Oscar de melhor documentário


Professor Polvo > Em 2010, o documentarista sul-africano Craig Foster retomou o antigo hábito de mergulhar e foi aí que ele notou a presença de uma fêmea de polvo. Durante um ano, visitou sua nova “amiga” que, embora arredia, tinha certa afeição por ele. Imagens deslumbrantes no documentário premiado com o Oscar em 2021.


Absorvendo o Tabu > Mais um vencedor do Oscar, em 2019, de melhor curta-metragem documental. Em 26 minutos, a diretora iraniana Rayka Zehtabchi mostra com funciona a ONG The Pad Project, que tem o objetivo de confeccionar e levar absorventes biodegradáveis às mulheres de baixa renda nos pobres vilarejos indianos.


Nosso Reino > É de partir o coração a trajetória de uma viúva e seus sete filhos, que tentam entender os motivos que levaram o marido/pai a cometer suicídio. O registro parece uma terapia em família que mostra os transtornos que a morte causou na vida de cada um.


Evelyn > O diretor do documentário e seus familiares refazem trilhas na Escócia e na Inglaterra, por onde caminharam com Evelyn, o irmão que se matou treze anos atrás. É uma jornada para entender a perda e estreitar os laços.


A Vida pela Notícia > O contundente documentário espanhol capta o trabalho e também os abalos emocionais e mentais na vida dos repórteres e fotojornalistas de guerra.


Transversais > Um belo, delicado e honesto registro sobre transexuais do Ceará.


INSCREVA-SE aqui para receber a Newsletter

1.084 visualizações

Posts recentes

Ver tudo