A vida inspiradora de Juliette merecia uma série? Sim!



A vencedora do BBB 21: seis episódios para contar sua vida (foto: divulgação)


Juliette Freire, vencedora do BBB 21, merecia uma série documental? A princípio, poderia parecer uma decisão precipitada ou uma jogada de marketing. Só que não. Ao longo dos seis episódios de Você Nunca Esteve Sozinha, disponíveis no Globoplay, dá para notar que Juliette tem conteúdo e sinceridade e é um exemplo para o Brasil.


A paraibana é um fenômeno indiscutível. Com carisma e naturalidade, Juliette é a mais bem-sucedida participante de um reality show brasileiro. Nunca na história desse país, uma ex-BBB saiu da casa mais vigiada do Brasil com 24 milhões de seguidores no Instagram. Ok, na época em que Sabrina Sato (30 milhões) e Grazi Massafera (23,7 milhões) participaram do programa nem existiam redes sociais. Só atualizando: Juliette saiu com 24 e está com 32,2 milhões.


Os dois primeiros episódios relembram sua sofrida infância, na periferia de Campina Grande, e a luta de sua mãe para criar as duas filhas e mais quatro meninos, filhos do casamento anterior de seu marido. Juliette rememora o passado e se emociona ao falar de Julienne, sua inseparável irmã, que morreu aos 17 anos.


A menina que gostava de posar para fotos e ir às baladas foi a única que conseguiu ter curso universitário. Juliette trocou a faculdade de Letras pelo Direito, tornou-se advogada e, para pagar os estudos, virou maquiadora num salão de João Pessoa. Estava para prestar concurso para ser delegada quando veio a pandemia, a grana minguou e surgiu a oportunidade de participar do Big Brother Brasil. A partir daí, passamos a conhecer a Juliette que foi conquistando os milhões de espectadores do BBB - há várias cenas de sua participação na série.


Os episódios 3 e 4 servem mais para quem viu o programa, já que há emocionantes participações com Lucas Penteado e Gil do Vigor. Cantoras, como Elba Ramalho e Solange Almeida, honram Juliette com as músicas que ela consagrou no programa.


Me surpreenderam mais os dois últimos capítulos, que captam a saída de Juliette da casa e o reencontro com a família e os amigos. Notam-se não apenas a emoção e o espanto da vencedora como a avalanche de pedidos de fotos, entrevistas, campanhas publicitárias e, claro, as lives das quais ela participou exibindo seus dotes de cantora.


O importante é nunca desistir dos sonhos, disse Juliette no BBB. Ela é a exceção da exceção, mas sua trajetória é inspiradora. Sempre genuína nos comentários, faz questão de deixar sua marca - a da mulher, nordestina, que estudou e batalhou para chegar lá. Precisamos de mais Juliettes.



INSCREVA-SE aqui para receber a Newsletter

204 visualizações

Posts recentes

Ver tudo