Fuga pela Fronteira: a Segunda Guerra sob a ótica infantil



Já vi vários filmes sobre a Segunda Guerra Mundial, um tema que me sempre me atrai. Em geral, os longas-metragens trazem histórias dramáticas e pesadas, retratos do período mais trágico do século XX, sobretudo na Europa. Fuga pela Fronteira, disponível no Amazon Prime Video, tem um drama como ponto central, mas, com seus protagonistas infantis, há certa leveza na condução.


A trama, inspirada em caso real, se passa na Noruega de 1942. Em um vilarejo, ocupado pelos alemães, seus habitantes se dividem com relação ao nazismo. E o mesmo se dá com as crianças. Seguindo o exemplo de seus pais, a garota Gerda (Anna Sofie Skarholt) é um símbolo da Resistência. Seu irmão mais velho, Otto (Bo Lindquist-Ellingsen), admira os ideais de Hitler e até participa de reuniões dos simpatizantes. Mas Gerda e Otto terão de se unir por um bem comum.


Como seus pais foram presos, eles precisam ajudar outras duas crianças - um casal de irmãos judeus que precisa chegar à fronteira com a Suécia. A trajetória será tortuosa em meio ao rigoroso inverno escandinavo.


Com traições e alguns perigos na jornada, o quarteto vai passar por um processo de amadurecimento e aceitar as diferenças em nome da sobrevivência. É uma eficiente lição de vida, principalmente para quem procura exemplificar o que foi a II Guerra para a meninada.



INSCREVA-SE aqui para receber a Newsletter

171 visualizações

Posts recentes

Ver tudo