top of page

9 inspiradores dramas de tribunal


Jodie Foster: a advogada de O Mauritano


Drama de tribunal virou um marcante subgênero. E não é de hoje. O cinema sempre gostou de retratar casos jurídicos, sejam ficcionais, sejam inspirados em caso real. Não fui tão longe no meu garimpo. Escolhi nove filmes (o mais antigo é de 2010), espalhados pelas plataformas de assinatura.


22 de Julho > Você deve lembrar desse caso chocante que ocorreu na Noruega. Em 22 de julho de 2011, um franco-atirador detonou um carro-bomba em Oslo e, em seguida, rumou para uma ilha, onde disparou fogo contra crianças e adolescentes. O saldo foi de 77 vítimas. O filme começa mostrando a chacina, mas concentra-se no julgamento do criminoso. Onde assistir: Netflix.


O Preço da Verdade > Mark Ruffalo interpreta um advogado que trabalha num escritório que defende indústrias químicas. Mas ele talvez tenha de mudar de lado quando atende o pedido de um fazendeiro, que desconfia que seu gado está morrendo por causa de dejetos de uma corporação. História inspirada em caso real sobre a DuPont. Onde assistir: Globoplay para assinantes do Telecine.


O Mauritano > Tahar Rahim interpreta Mohamedou, um jovem muçulmano da Mauritânia, na África, que, logo após os atentados de 11 de setembro de 2001, é levado de casa pela polícia. Três anos depois, um pedido de ajuda vai parar num escritório de advogados nos Estados Unidos e Nancy Hollander (Jodie Foster), especialista em direitos humanos, decide pegar a causa. Onde assistir: Globoplay para assinantes do Telecine.



O Insulto: filme libanês concorreu ao Oscar 2018


O Insulto > Drama do Líbano que foi indicado ao Oscar de melhor filme internacional em 2018. Tudo começa com uma discussão. Em Beirute, o mecânico Tony, um cristão libanês, se irrita com a atitude de um mestre de obras e, em troca, é xingado. Yasser, um refugiado palestino, não pede desculpa. A partir daí, o caso tomará o rumo dos tribunais. Onde assistir: Reserva Imovison.


A Condenação / Conviction > Inspirado em caso real, o filme traz Hilary Swank no papel da humilde garçonete Betty Anne Waters. Quando seu irmão (Sam Rockwell) é acusado de assassinato, ela acredita em sua inocência e, anos depois, vira advogada para provar sua inocência. Onde assistir: Amazon Prime Video, Looke e NetMovies (grátis).


Os 7 de Chicago > O filme que concorreu a sete prêmios no Oscar é inspirado em caso verídico. Em 28 de agosto de 1968, ativistas articularam um protesto contra a Guerra do Vietnã. O saldo final foi uma batalha entre os manifestantes e a polícia nas ruas de Chicago. O roteiro concentra-se no julgamento de sete homens que participaram da manifestação. Onde assistir: Netflix.



Luta por Justiça: Michael B. Jordan e Jamie Foxx


Luta por Justiça > Michael B. Jordan é Bryan Stevenson, um advogado que dedica sua vida a defender pessoas que não tenham dinheiro para contratar um profissional. E eis que surge um caso muito instigante: em 1987, um lenhador negro (Jamie Foxx) foi condenado à pena de morte após ser acusado do assassinato de uma jovem de 18 anos. Só que Stevenson tinha certeza que se tratava de racismo. Onde assistir: Globoplay.


Suprema > Ruth Bader Ginsburg (Felicity Jones) é casada e mãe de uma garotinha. Em meados dos anos 50, enfrentou o ambiente machista da prestigiada Universidade Harvard para poder cursar Direito. A inspiradora trajetória da protagonista chega até os anos 70 quando ela batalha pela igualdade de gênero nos tribunais. Onde assistir: Amazon Prime Video e HBO Max.


Argentina, 1985 > Em 1983,a Argentina se livrou de uma ditadura de sete anos e o novo presidente, Raúl Alfonsín, passou a perseguir o ditador Jorge Rafael Videla e os comandantes que torturaram e mataram milhares de pessoas. O promotor Julio Strassera (Ricardo Darín), seu auxiliar (Peter Lanzani) e estagiários recolheram provas contundentes. Onde assistir: Amazon Prime Video.


962 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page