15 documentários sobre famosos que fizeram história


Robin Williams: o que provocou o suicídio do ator?


Eu adoro documentários sobre personalidades. Há vários disponíveis nas plataformas de streaming, mas minha lista foi feita com registros de pessoas que eu admiro muito. Confira as quinze biografias.


A Juíza > Indicado ao Oscar 2019 de melhor documentário, o documentário faz um registro da trajetória de Ruth Bader Ginsburg (1933-1920), que travou as primeiras batalhas jurídicas para que as mulheres tivessem um lugar melhor na sociedade. Depois de assistir ao ótimo documentário, vale conferir Suprema, o filme romanceado sobre a vida de RBG, disponível na HBO Max e Amazon Prime Video. Onde assistir A Juíza: Globoplay.


Val Kilmer: a traqueostomia na garganta não impediu o ator de viver intensamente


Val > Com um câncer de garganta diagnosticado em 2012, Val Kilmer respira por uma traqueostomia. Isso, porém, não o impede de seguir adiante e viver intensamente, mesmo longe dos palcos ou do cinema. O documentário repassa sua trajetória, com ênfase na carreira e contendo cenas de filmes como Top Secret, Top Gun, Willow, The Doors e A Ilha do Dr. Moreau. Onde assistir: Amazon Prime Video.


Elvis: documentário mostra a fase do alistamento


Elvis Presley – The Searcher > Com três horas e meia de duração, a minissérie faz um registro notável da carreira do Rei do Rock. A biografia vai desde o nascimento no Misssissippi até sua morte, em 1977, aos 42 anos. Os depoimentos dos entrevistados são apenas em áudio e ilustrados com cenas de época. O documentário ainda revisita as passagens de Elvis pelo cinema e seu alistamento no Exército, em 1958. Onde assistir: Netflix.


Pavarotti > Um espetacular trabalho de pesquisa do diretor Ron Howard (Uma Mente Brilhante), que detalha e a vida e a carreira do tenor italiano com muitas imagens e fotos de arquivo. Além disso, há entrevistas com as ex-mulheres, as filhas e os empresários. A narrativa, em ordem cronológica, vai da infância, em Modena, até sua morte, em 2007. Onde assistir: HBO Max.


Chorão - Marginal Alado > O vocalista do Charlie Brown Jr. tinha um estilo musical único e uma personalidade explosiva e o filme vai além do que a gente já sabe sobre Chorão (1970-2013). Além de depoimentos de produtores musicais e colegas de profissão, o registro traz à frente das câmeras seus funcionários, que mostram um lado desconhecido do grande público. Onde assistir: Netflix.


Bergman – 100 Anos > O documentário se fixa em 1957 para relembrar a carreira do grande diretor sueco Ingmar Bergman. Foi nesse ano que o cineasta lançou O Sétimo Selo, rodou Morangos Silvestres, foi internado com dores estomacais e dirigiu peças de teatro. O registro explora sua genialidade, mas também apresenta as faces do marido ciumento e infiel, do simpatizante do nazismo, do pai ausente e do diretor workaholic. Onde assistir: Globoplay para assinantes Telecine e Reserva Imovision.


Nina Simone: as músicas e o ativismo da cantora


What Happened, Miss Simone > Indicado ao Oscar de melhor documentário em 2016, o registro traz à tona não só a carreira musical da estupenda Nina Simone (1933-2003), mas também sua posição política, seu ativismo e sua luta a favor dos direitos dos negros, retratados em suas brilhantes canções. Onde assistir: Netflix.


Framing Britney Spears > É muito interessante acompanhar a trajetória da cantora, desde a fama com o hit Baby One More Time (1999) até o “cancelamento” em que a mídia machista teve papel importante. Há ainda o turbulento caso com Justin Timberlake, o inesperado casamento com Kevin Federline (com quem teve dois filhos) e a polêmica tutela do pai. Onde assistir: Globoplay.


Lumière – A Aventura Começa > Não é exatamente um documentário sobre os irmãos Louis e Auguste Lumière, inventores do cinematógrafo. Trata-se de uma formidável colagem com 108 filminhos que eles fizeram entre 1895 e 1905. Entre as joias raras, imagens do início do século XX de Nova York, Paris e Veneza. Onde assistir: Reserva Imovision.


Walter Mercado: registro do famoso astrólogo


Ligue Djá — O Lendário Walter Mercado > Walter Mercado narra sua própria trajetória. Em sua casa em Porto Rico, onde nasceu, relembra desde quando era uma criança “diferente” até ganhar fama como o carismático astrólogo na TV, que se vestia com capas luxuosas e extravagantes. O registro tem certa melancolia, mas termina de forma apoteótica. Onde assistir: Netflix.


Pitanga > Belíssima homenagem a Antônio Pitanga, de 82 anos, feita pelo diretor Beto Brant em parceria com Camila Pitanga, filha do biografado. Há emocionantes reencontros do ator com Caetano Veloso, Maria Bethânia, Zezé Motta, Ítala Nandi e emblemáticas cenas de seus filmes, como Barravento, Ganga Zumba, A Idade da Terra e Quilombo. Onde assistir: Globoplay.


Varda por Agnès > A cineasta belga Agnès Varda, que morreu em 2019, aos 90 anos, deixou um legado com mais de cinquenta filmes, além desse belo documentário-testamento. Há cenas de sua vida enquanto ela relembra detalhes de trabalhos, como o clássico Cléo das 5 às 7 (1962). Onde assistir: Globoplay para assinantes Telecine e Reserva Imovision.


Cássia Eller: vida pessoal da cantora no registro


Cassia Eller > Um registro amplo num tributo afetuoso a uma das mais eletrizantes cantoras brasileiras, que morreu em dezembro de 2001, aos 39 anos. Contém imagens caseiras, feitas em família e nas turnês, e cenas de programas de TV. Cássia é vista como a mulher tímida, a mãe de Chicão e a intérprete de voz potente em canções como Non, Je Ne Regrette Rien, Malandragem e Vá Morar com o Diabo. Onde assistir: Globoplay.


Maria Bethânia – Música É Perfume > Por incrível que pareça, o documentário é dirigido por um estrangeiro (o suíço Georges Gachot), que é apaixonado pelo Brasil e por MPB. O foco aqui está nas transformações musicais da cantora baiana, acompanhadas das mudanças do Brasil desde os anos 60. Onde assistir: Reserva Imovision.


Robin’s Wish > Embora mostre o ator Robin Williams nos palcos e no cinema, o documentário tem como objetivo apontar o que levou o astro ao suicídio, em 2014, aos 63 anos. A viúva, Susan Schneider, explica que seu marido tinha uma doença chamada demência de corpos de Lewy cujo sintomas são confusão mental, insônia e traços de esquizofrenia. Onde assistir: HBO Max.


INSCREVA-SE aqui para receber a Newsletter

512 visualizações

Posts recentes

Ver tudo