Confronto: quando a violência se transforma em terror


Jérémie Duvall interpreta Achilles: violência ultrajante após assalto num ônibus


Não dá para indiferente a Confronto, disponível no Amazon Prime Video, filme francês que inverte os estereótipos de uma forma atraente.


A primeira sequência é de uma violência brutal. O jovem Achille (Jérémie Duvall) é roubado dentro de um ônibus e sofre agressões ultrajantes dos assaltantes. Após se recuperar fisicamente, o rapaz vai passar férias na casa de sua tia numa pequena cidade litorânea. Tenta se enturmar com os amigos da prima, encontra uma garota para transar e dá de cara com uma pedra em seu caminho. Ele é Brian (Jules Pélissier), um cara violento, envolvido em roubos e com o casamento em crise. Achille e Brian são antagônicos - e a nervosa guerra entre os dois está apenas começando.


Li algumas críticas francesas detonando os minutos finais, que saem do terreno do drama/romance de verão para adentrar o horror (sem spoilers!). Discordo. Acho que faz sentido ligar o estresse pós-traumático com a tragédia que se abate, por mais que ela seja apelativa e desenvolvida sem profundidade.



INSCREVA-SE aqui para receber a Newsletter

146 visualizações

Posts recentes

Ver tudo