Absurdo! China muda muito o final de Clube da Luta


Edward Norton e Brad Pitt: astros do Clube da Luta


Era só o que faltava. A China mudou o final de Clube da Luta, o grande filme que David Fincher dirigiu em 1999 (!!!). Ou seja: 23 anos depois de sua estreia, o longa-metragem teve seu desfecho modificado no streaming. Motivo? As autoridades chinesas não concordaram com seu final anárquico.


Para quem não se lembra, Clube da Luta terminava com Tyler Durden (Edward Norton) e Marla Singer (Helena Bonham Carter) vendo, do alto de um prédio, varias explosões e edifícios sendo derrubados, com se fosse uma bomba explodindo no centro financeiro do capitalismo.


Além de extirpar essa sequência do filme, os chineses acrescentaram uma legenda no estilo paz, amor e happy end. Seria assim: “Por meio de uma pista fornecida por Tyler, a polícia rapidamente descobriu todo o plano e prendeu os criminosos, impedindo com sucesso a explosão da bomba. Tyler foi enviado para um hospício”.


Chuck Palahniuk, autor do livro que originou o filme, desabafou no Twitter. “Vocês viram essa merda? Na China, todos têm um final feliz”, ironizou.


De acordo com o TMZ, até o senador americano Ted Cruz se pronunciou sobre a decisão do governo chinês: “É normal que os censores chineses façam edições em filmes americanos, mas não é normal que eles mudem tão drasticamente o clímax”. “A primeira regra do clube da luta da China é que o governo sempre vence”, conclui Cruz.


INSCREVA-SE aqui para receber a Newsletter


166 visualizações

Posts recentes

Ver tudo