Believe Me: história instigante, realização morna


Lisa: sequestrada, vendada e estuprada


Believe Me - The Abduction of Lisa McVey ou Acredite em Mim - A História de Lisa McVey, disponível na Netflix, é inspirado numa história real, ocorrida em 1984. Daria um ótimo documentário, mas acabou virando um mediano telefilme.


O fato é muito instigante. Lisa (Katie Douglas) tem 16 anos, mora com a avó e o amante dela, de quem sofre abusos sexuais constantes. A mãe não a quis e preferiu ficar apenas com a outra filha.


Lisa é inteligente, comportada e trabalhadora. Atendente numa loja de donuts, ela volta bem tarde

para casa - até o dia em que é sequestrada. Seu raptor a leva para um esconderijo vendada. Os estupros são constantes e sem tréguas.


Talvez por ser um telefilme, de 2018, há muitas falhas. Além da fraca atuação, a protagonista não convence como a garotinha teen. Os outros personagens parecem caricaturas: da mãe que não larga a cerveja da mão ao sequestrador com cara de esquizofrênico.


Pouco se aborda psicologicamente o trauma dos assédios e estupros na vida da adolescente. Da metade em diante, o filme se volta para uma genérica trama policial. Não há nem mesmo uma informação sobre a avó e o amante dela. Afinal, era uma história real, certo?



INSCREVA-SE aqui para receber a Newsletter



429 visualizações

Posts recentes

Ver tudo