Amazon Prime: 31 bons (e imperdíveis) filmes franceses


Audrey Tautou em Uma Doce Mentira: uma carta vai causar as maiores confusões na comédia


Eu adoro a filmografia francesa e, garimpando pelo Amazon Prime Video, encontrei 31 filmes que eu gosto. Foi preciso fuçar muito. Se você coloca "filmes franceses" na busca, aparece de tudo - menos filmes franceses (rs). Aproveite minha lista porque é o crème de la crème que eu encotrei.


Uma Doce Mentira > Simpatia e encanto numa trama graciosa estrelada por Audrey Tautou, a eterna Amélie Poulain. Ela é uma cabeleireira que só tem olhos para o trabalho e nem nota a presença de Jean (Sami Bouajila), um funcionário do salão de beleza, apaixonado por ela. Uma carta de amor escrita por ele vai detonar uma série confusões.


Um Verão na Provença > Três irmãos são obrigados pela avó a sair de Paris para passar as férias de verão com avô (Jean Reno), no interior da Provença. Eles não largam do celular, mas, aos poucos, percebem que existe vida no campo. Embora de arranque dramático, a trama ganha contornos amenos e traz reconciliações comoventes.

Fique Comigo > Situações absurdas e humor nonsense são encontrados nessa melancólica comédia dramática que tem seis personagens, moradores de um prédio decadente na periferia de uma cidade francesa. Entre os tipos excêntricos estão Jeanne Meyer (Isabelle Huppert), atriz veterana tentando voltar aos holofotes, e Hamida, que vai hospedar um astronauta americano (Michael Pitt) que caiu, literalmente, do espaço.


Nos Vemos no Paraíso > Fabulosa recriação de época e imprevisível desfecho no filme que levou dois prêmios César (o Oscar francês) em 2018: melhor direção e roteiro adaptado. Trata-se de uma história de amizade entre segredos, traições e humor refinado. Ao fim da I Guerra, o soldado Maillard (Albert Dupontel) troca a identidade de seu amigo, Edouard Péricourt, e voltam a Paris.


Sem Palavras > O ótimo Fabrice Luchini interpreta um personagem real: o arrogante diretor de indústria automobilística que sofre um AVC. Com comunicação afetada, ele precisa reaprender a falar com a ajuda de fonoaudióloga. Drama e muito humor se mesclam numa história de superação.


Quando Margot Encontra Margot > Já pensou em encontrar consigo mesmo, só que vinte anos mais jovem? Eis a premissa da comédia sobre a quarentona Margot (Sandrine Kiberlain), que conhece numa festa em Paris uma outra Margot (Agathe Bonitzer). A madura sabe o que vai acontecer com a moça quando ela se relacionar com Marc – e está formada a confusão!


Dentro da Casa > Em um de seus melhores trabalhos, o diretor François Ozon propõe um excelente exercício de imaginação na relação entre o professor Germain (Fabrice Luchini) e Claude, seu aluno de 16 anos. O garoto se destaca dos outros estudantes por ter uma criatividade fora do comum e, diariamente, alimenta o mestre com um extenso conto extraído (ou não) da realidade.


A Delicadeza do Amor > Nathalie (Audrey Tautou) passou por uma tragédia, mas conseguiu refazer a vida trabalhando numa empresa escandinava em Paris. Dedicada às tarefas, ela vai percebendo que por trás do sueco Markus (François Damiens), um sujeito sem charme nem beleza, existe um homem espirituoso, romântico e gentil.


O Filho de Jean > Mathieu (Pierre Deladonchamps) recebe um telefonema intrigante dizendo que seu pai morreu e deixou uma herança. Ele, que nem sabia da existência do pai, sai de Paris e vai até o Canadá, onde terá de manter uma relação cordial com a nova família que ele formou por lá. Prepare-se para uma surpresa emotiva ao desfecho.


Coração e Alma: transplante pode salvar uma vida


Coração e Alma > A doação de órgãos é uma das qualidades do drama que ficou inédito nos cinemas. Na primeira parte da trama, um jovem surfista sofre um acidente e morre. Em Paris, uma moça precisa fazer um transplante de coração. As histórias atingem uma ligação emocionante.


O Mistério de Henry Pick > Uma jovem descobre os manuscritos de um romance e pede à viúva do autor, um pizzaiolo que morreu há dois anos, para poder publicá-lo. O livro é sucesso! Eis, então, que entra em cena o arrogante apresentador de um programa literário (papel do ótimo Fabrice Luchini), que passa a questionar a veracidade da obra.


A Pele de Onagro > Inspirado no livro de Honoré de Balzac (1799-1850), a trama flagra o destino de Raphaël de Valentin, um rapaz de 22 anos que, ao entrar num antiquário, é convencido pelo dono a ficar com uma pele mágica de um onagro (um asno de origem asiática). A partir daí, sua vida muda radicalmente – para o bem e para o mal.


Um Amor Impossível > O drama se passa no fim dos anos 1950, no interior da França. Rachel conhece Philippe, um rapaz de uma família burguesa. Após ter uma filha com o namorado, ele se recusa a se casar – e ela tem de criar a filha sozinha.


Cyrano Mon Amour > É bela homenagem a Edmond Rostand (1868-1918), criador de Cyrano de Bergerac. Na Paris de 1897, Edmond amarga uma crise artística e precisa elaborar um texto para um astro dos palcos. A nova peça vai surgindo quando ele precisa escrever cartas de amor para um amigo, que quer conquistar uma camareira.


Quem Me Ama, Me Segue > Um delicioso triângulo amoroso da terceira idade é encontrado na comédia dramática. Casada com Gilbert (Daniel Auteuil), Simone (Catherine Frot) tem um “namorado” (Bernard Le Coq). Com a partida do amante para outra cidade, Simone decide ir junto. Mas o marido tentará reconquistá-la.


O Amante Duplo: direção de François Ozon


O Amante Duplo > Embora a resolução seja complexa, o filme do diretor François Ozon tem uma trama muito envolvente. A história é sobre Chloé (Marine Vacth), uma jovem de 25 anos que, com dores, procura ajuda com o psicólogo Paul Meyer (Jérémie Renier). Ela começa a namorar o terapeuta e também se envolve com o gêmeo dele, que também é psicanalista.


Jornada da Vida > Omar Sy interpreta um ator francês, que está no Senegal para autografar um livro. Ao saber que seu ídolo encontra-se no país, o garoto Yao, que mora numa aldeia, empreende uma jornada de trem de mais de 300 quilômetros para chegar até Dakar. Lindo demais!


O Mágico > Sem diálogos, a belíssima animação tem uma trilha sonora tão melancólica quanto o desenrolar da história. A trama mostra a trajetória de um mágico decadente na Paris de 1959, que não vê com bons olhos o estouro do rock’n’roll. Ao conhecer uma moça num vilarejo escocês, decide tentar uma vida a dois em Edimburgo.


Paris-Manhattan > A diretora Sophie Lellouche faz uma homenagem a Woody Allen na comédia romântica. A farmacêutica Alice, fanática pela obra do diretor, receita os filmes dele para seus pacientes. À procura de um namorado, encontra o tipo ideal no charmoso Victor (Patrick Bruel). Mas tem um problema para a relação seguir adiante: ele nunca viu um filme de Woody Allen.


Normandia Nua > François Cluzet interpreta o prefeito de uma pequena cidade na Normandia, onde os agricultores sofrem com a crise econômica. Mas eis que ele pode ter encontrado uma saída ao conhecer o fotógrafo Blake Newman (Toby Jones), conhecido por fazer imagens com multidão de pessoas nuas.


Luta de Classes > Filho de Sofia e Paul, o garoto Corentin só se relaciona com colegas parecidos com ele, mesmo que as crianças não façam diferença entre classe social, cor da pele ou religião. Quando seus amigos mudam de escola, ele fica solitário e precisa repensar seus conceitos.


As Primeiras Férias Não Se Esquece Jamais! > Marion e Ben se conheceram pelo Tinder e, na comemoração do encontro, decidem sair de Paris para ir até a Bulgária. Mas será que eles estão preparados para viajar juntos com tão pouco tempo de relacionamento?


Catherine Deneuve em A Última Loucura de Claire Darling: atuação da diva é o trunfo


A Última Loucura de Claire Darling > Claire (Catherine Deneuve) está perdendo a memória e se desfazendo de objetos valiosos a preço de banana. Sua filha (Chiara Mastroianni), preocupada com a situação, aparece para visitá-la. Trata-se de um conflituoso relacionamento de mãe e filha, que tem como trunfo a atuação da diva Deneuve.


Marvin > Vítima de bullying durante a infância e vindo de uma família homofóbica, Marvin consegue sair do interior da França e tentar a carreira de ator em Paris. Lá, encontra Isabelle Huppert (fazendo o papel dela mesma) e decide montar uma peça para exorcizar o passado.


Primeiro Ano > Vicent Lacoste interpreta Antoine e William Lebghil vive Benjamin. Eles se conhecem num curso preparatório para a faculdade e ficam muito amigos. Só que, embora próximos, têm atitudes distintas com relação ao futuro. O comportamento dos protagonistas reflete os anseios típicos da idade, com suas dúvidas, dilemas, ansiedade e desgostos.


A Arte de Amar > O xis dos cinco episódios está na dificuldade de voltar a amar sem repetir alguns erros. Entre as histórias está a de uma cinquentona disposta a largar o marido para viver novas aventuras sexuais. Outra que diverte é a de Zoé, que, embora casada, convence a amiga a se passar por ela e ter uma transa literalmente às escuras com o dono de uma livraria.


Enorme > Inédito nos cinemas, o filme traz a tragicômica história de um casal que viaja pelo mundo e decidiu não ter filhos. Mas ele muda de ideia – e começa a sabotar os os métodos contraceptivos da esposa.


Nós ou Nada em Paris > Inspirado numa história real, o filme é sobre Kheiron, rapper e humorista iraniano radicado na França. O pai dele era ativista político e participou da queda de Reza Pahlavi, o xá do Irã, em 1979. Com a chegada do aiatolá Khomeini ao poder, a situação no país piorou e ele pegou a mulher e o pequeno filho e fugiram para Paris.


Como Arrasar um Coração > Bom humor à moda antiga na deliciosa comédia romântica, que tem belas locações em Mônaco e situações divertidas. Romain Duris interpreta Alex Lippi, um farsante com “trabalho” rentável: separar casais apaixonados. Sua nova missão será quase impossível: fazer com que Juliette (Vanessa Paradis) desista de seu casamento com um milionário inglês.


Bonecas Russas > Xavier (Romain Duris) é escritor de telenovelas, trabalha como jornalista free-lancer e vive à procura de um grande amor. Embora fique dividido entre duas paqueras, conta com a ajuda de sua amiga lésbica para encontrar a paixão de sua vida.


A Chave de Sarah > Em 1942, uma família de judeus é levada para um campo de deportados, mas Sarah tenta escapar dos nazistas. Nos dias de hoje, uma jornalista (Kristin Scott Thomas), que vive em Paris, descobre que a família de Sarah morou no apartamento onde vivia o pai de seu marido.


INSCREVA-SE aqui para receber a Newsletter

4,050 visualizações

Posts recentes

Ver tudo