top of page

Submersa: chocante caso de misoginia da Dinamarca


Montagem com as fotos de Kim Wall, o submarino e o construtor Peter Madsen: Dinamarca, 2017


Em 2017, a jornalista sueca Kim Wall aceitou fazer um passeio no submarino do construtor dinamarquês Peter Madsen. O que seria apenas mais uma reportagem virou um caso de polícia, conforme se nota em Submersa: O Desaparecimento de Kim Wall, da HBO Max. São apenas dois episódios.


Madsen era um nome muito respeitado na Dinamarca e um homem acima de qualquer suspeita. No mesmo dia em embarcaram juntos na curta viagem, ele voltou sozinho, após a Marinha ter sido acionada. O submarino afundou e ele disse que tinha deixado Kim em terra horas antes.


Aos poucos, a verdade foi vindo à tona. Madsen não era o "homem de bem" que todos imaginavam. Ele criou várias versões para o caso e sempre alegou inocência. A documentarista americana Erin Lee Carr faz um trabalho correto para expor um caso de misoginia e violência em um dos países mais seguros do mundo. Por trás da fachada de um empresário bem-sucedido, escondia-se um monstro que odiava as mulheres.





649 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page