Spencer: a vida que a Princesa Diana nunca quis


Kristen Stewart como Diana em Spencer: o mesmo jeito de andar (crédito: Pablo Larraín)


Vale avisar: Spencer, que está disponível para aluguel no Google Play e AppleTV, não é uma biografia completa nem tem a suntuosidade ou os detalhes de bastidores da série The Crown. Pablo Larraín, o diretor de Jackie (sobre Jacqueline Kennedy), traz aqui a mesma fórmula: um recorte de uma personalidade em desequilíbrio.


O roteiro, entre fato e imaginação, cobre os três dias em que Diana foi obrigada a passar o Natal com a Família Real, na casa de campo de Sandringham, em 1991. A trama começa de forma alarmante. Diana dirige sozinha seu carro pelas estradas e se perde, deixando a realeza de cabelos em pé, já que para tudo há horário marcado.


Ela, porém, já ligou o "dane-se" e está lá só para cumprir os compromissos. Nenhum parente conversa com Diana, embora ela tente manter um ou dois diálogos com Charles ou com a Rainha Elizabeth. Seu único alento é a convivência com os dois filhos e os desabafos com a camareira (Sally Hawkins). Outros empregados se preocupam com seu estado frágil e sua impaciência.


Kristen Stewart é americana, mas deve ter estudado muito para interpretar a protagonista inglesa. Seu jeito de andar, os olhares e expressões são nitidamente calculados para impressionar as plateias pela semelhança com Lady Di.


Também é bom notar que a atriz dá personalidade ao papel. Diana é uma figura fantasmagórica num palacete cheio de regras e imposições. Os três dias em Sandringham é um resumo desde o início de sua vida de casada - um cotidiano rígido e enfadonho do qual ela nunca fez parte.



INSCREVA-SE aqui para receber a Newsletter


1.335 visualizações

Posts recentes

Ver tudo