top of page

Renascendo das Cinzas: o pedido de socorro de uma atriz


Evan e Manson: violência doméstica e estupros


Se você não ligou o nome à pessoa, Evan Rachel Wood ficou famosa, em 2003, com o polêmico filme Aos Treze, estrelou o musical Across the Universe (2007) e está na série Westworld. Mas talvez você também a conheça por ter tido uma relação tempestuosa com o roqueiro Marilyn Manson. E é, justamente, sobre esse relacionamento tóxico e abusivo o tema da minissérie documental Renascendo das Cinzas, disponível na HBO Max.


Em dois episódios, que somam duas horas e meia, Evan faz um longo desabafo, um grito de alerta, um pedido de socorro. É de uma coragem tremenda se expor em frente à câmera e relatar tintim por tintim o que ocorreu nos quatro anos que estiveram juntos. Evan tinha 18 anos quando conheceu Manson, de 37, numa festa no Hotel Chateau Marmont, em Los Angeles. Ela largou o ator Jamie Bell para ficar com Mason e, por tabela, ele abandonou a esposa. O escândalo começou a partir daí. A coisa só piorou quando ela estreou o videoclipe da música Heart-Shaped Glasses (2007) em que, no papel da Lolita provocadora, fazia cenas de sexo com o cantor.


Evan terminou a relação em 2010, mas só conseguiu denunciar Manson muitos anos depois. Ficou traumatiza pela violência doméstica, pelos estupros, pelo relacionamento abusivo e, para dar nome ao "boi", precisava de provas concretas. Toda a peregrinação é mostrada em Renascendo das Cinzas, um tipo de documentário que vem sendo comum hoje em dia: o registro feito no calor da hora, que termina com um desfecho em aberto, como se fosse uma reportagem pontual. Evan passa a limpo sua trajetória pessoal e profissional, mas tem como objetivo abrir uma guerra com o "excêntrico" Marilyn Manson. Que a vitória seja dela!





571 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page