top of page

O Enfermeiro da Noite: melhor sem spoilers


Eddie Redmayne e Jessica Chastain: colegas


Acho uma loucura o que alguns colegas estão fazendo com O Enfermeiro da Noite. Como é que pode dar um spoiler gigante de algo que se só sabe na metade do filme? Nem a sinopse da Netflix dá tantos detalhes a respeito da trama.


Inspirado em caso real (mas desconhecido da maior parte dos brasileiros) e narrado no livro homônimo, lançado pela Intrínseca, a história gira em torno da enfermeira Amy (Jessica Chastain). Ela faz o turno noturno de um hospital de Nova Jersey, é mãe de duas garotas e está sobrecarregada de trabalho. Para piorar, precisa fazer um transplante de coração e não tem seguro de saúde.


Sua vida profissional dá uma suavizada quando Charlie Cullen (Eddie Redmayne) passa a dividir as tarefas com ela. O experiente enfermeiro passou por vários hospitais, é um cara doce, gentil e carinhoso. O que dá o tom de suspense policial é uma morte inesperada que ocorre na UTI.


Não vou mais adiante porque não sou estraga-prazeres. O que mais salta aos olhos é, sem dúvida, a atuação dos protagonistas, ambos vencedores do Oscar. Embora o fato seja chocante, o roteiro abre pouco espaço para reflexões mais profundas. Felizmente, contudo, O Enfermeiro da Noite não vira um thriller convencional, já que o terreno é o da tragédia verídica.
















1.507 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


Les commentaires ont été désactivés.
bottom of page