top of page

Morre o cineasta Arnaldo Jabor, aos 81 anos


O cineasta e jornalista Jabor (foto: divulgação)


Morreu na madrugada desta terça-feira (14) o cineasta Arnaldo Jabor. Ele tinha 81 anos e morreu devido a uma complicação de um recente Acidente Vascular Cerebral (AVC). Estava internado desde o dia 17 de dezembro no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.


Jabor teve um grande carreira entre os anos 70 e 80, em filmes como Toda Nudez Será Castigada (1973), O Casamento (1975) e Tudo Bem (1978). Seus maiores sucessos, contudo, foram Eu Te Amo (1981), com Sonia Braga, e Eu Sei que Vou Te Amar (1986), que rendeu o prêmio de melhor atriz para Fernanda Torres no Festival de Cannes.


Nos anos 90, dedicou-se ao jornalismo e à literatura, sendo comentarista de telejornais da Rede Globo – seu críticas políticas vinham embaladas num humor ácido.


Em 2010, voltou ao cinema para dirigir A Suprema Felicidade, um filme menor em sua carreira. Além de deixar três filhos, João Pedro, Juliana e a cineasta Carolina, Jabor havia finalizado seu último filme que, por coincidência, chama Meu Último Desejo e é baseado no O Livro dos Panegíricos, de Rubem Fonseca.


211 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page