Meu Sonho, Seu Filho: o casal, um homem, uma decisão


Lupe entre o amigo e o marido: tudo por um filho


Gosto mais do original em espanhol (Territorio) do que do título brasileiro, Meu Sonho, Seu Filho, drama mexicano disponível no Amazon Prime Video.


Há uma simplicidade não só na vida dos personagens mas também na eficaz realização de Andres Clariond, em seu primeiro longa-metragem. Na trama, Manuel (José Pescina) e Lupe (Paulina Gaitan) são um jovem casal que quer muito ter um filho. Ele, mais entusiasmado, já fez até o berço do bebê. A demora em engravidar os leva a descobrir que Manuel é infértil e uma inseminação artificial pelos meios tradicionais é cara.


À procura de um doador de sêmen, Manuel decide recorrer a Ruben (Jorge Jimenez), seu parceiro de trabalho que tem um tipo físico perfeito e vai embora para os Estados Unidos em breve. Como Manuel queria, ele não terá nenhum contato quando a criança nascer. Só que as coisas não saem como planejadas.


Território é o ambiente onde dois homens disputam o mesmo espaço numa luta de egos e decisões machistas. Além das novidades do roteiro, gosto de como o diretor conquista o espectador, fazendo com que a gente tome (ou não) um partido. Quem está certo ou errado? Existe certo ou errado? Só vendo para tirar suas conclusões.



INSCREVA-SE aqui para receber a Newsletter



512 visualizações

Posts recentes

Ver tudo