Homicídio na Costa do Sol não é só mais um doc criminal


Rocío Wanninkhof foi encontrada morta em 1999


Eu leio críticas dizendo que é "mais um documentário criminal da Netflix" - como se isso fosse um desmerecimento. Não vejo problemas em encontrar na plataforma mais um filme com uma história real de assassinato, desde que ela seja bem contada. E Homicídio na Costa do Sol é.


O crime aqui envolve Rocío Wanninkhof, uma jovem espanhola de 19 anos, que foi encontrada morta na região de Málaga, em 1999. O corpo já estava em decomposição e havia poucas pistas para encontrar o/a assassino/a. Mas a pressão do povo e da imprensa apressou a polícia a encontrar um(a) culpado(a) - e é, justamente aí, que o documentário encontra um diferencial.


Não vou entrar em detalhes para não dar spoilers - a história teve reviravoltas e culminou com uma revelação impressionante. O que dá para dizer é que não se trata de "apenas mais um documentário criminal" quando a questão aqui envolve mais a homobofia do que em desvendar a misteriosa identidade de um criminoso.



INSCREVA-SE aqui para receber a Newsletter













198 visualizações

Posts recentes

Ver tudo