top of page

In-Edit: festival de docs musicais tem filmes on-line


A banda norueguesa A-ha: só sessão presencial


Está muito boa a seleção da 14ª edição do In-Edit Brasil - Festival Internacional do Documentário Musical, que ocorre entre 16 (quinta) e 26 (domingo) de junho, de forma híbrida. Em São Paulo, haverá sessões presenciais no CineSesc, Cinemateca, Cine Bijou, Centro Cultural São Paulo e Cine Olido. O ingresso no CineSesc custa R$ 24,00 e nas demais salas a entrada é grátis. As plataforma digitais são as do festival (clique qui), Sesc Digital e Itaú Cultural Play. Nem todos os 67 filmes, porém, estarão disponíveis on-line.


Da programação brasileira, há destaques como A Música Natureza de Léa Freire, sobre uma das principais instrumentistas do país; Alan, a respeito do rapper baiano Alan, e As Faces do Mao, registro de José Mao Rodrigues Jr, líder da mítica banda Garotos Podres. Já vi e gostei de Me Chama Que Eu Vou, que reconta a trajetória de Sidney Magal e estou curioso para ver Belchior - Apenas um Coração Selvagem, Manguebit, que relembra o movimento musical da história recente do país, e Ivo Perelman - A Musical Storyteller, sobre o músico de jazz brasileiro que vive nos Estados Unidos. Todos estes terão exibição na plataforma digital do Festival In-Edit.


A seleção estrangeira, só presencial, reúne títulos sobre a banda norueguesa A-ha (A-ha: The Movie), Tina Turner (Tina), o grupo Dinosaur Jr, a regente Marin Alsop (The Conductor)... e, para quem gosta do gênero musical, haverá nove filmes dedicados ao Heavy Metal (cinco deles estarão on-line). Também dá para ver pela plataforma, entre outros, registros sobre a cantora australiana Courtney Barnett (Anonymous Club) e sobre a grande voz de Cabo Verde, Cesária Évora.


101 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page