top of page

Elza e Mané: a união perfeita do futebol com a música


Elza e Garrincha: o romance virou um escândalo no Brasil na década de 60 (foto: divulgação)


Futebol não é minha praia, mas música brasileira é. E o casamento que você verá em Elza e Mané - Amor em Linhas Tortas, no Globoplay, reúne essas duas paixões nacionais por meio de dois ídolos: o craque Mané Garrincha (1933-1983) e a cantora Elza Soares (1930-2022).


Por mais que você já saiba algo da conflituosa relação dos dois, os quatro episódios da série são riquíssimos em informações. Garrincha foi casado com Nair, com quem teve oito filhas. Nascido em Pau Grande, no município de Magé (RJ), ele era o rei do Botafogo e ídolo mundial por causa da vitória do Brasil na Copa do Mundo de 1958 e de 1962.


Elza Soares sofria preconceito por ser negra, mas tinha uma carreira de sucesso com seus discos. Garrincha era mulherengo e gostava de cachaça. Em 1962, os dois se encontraram no Chile, durante o campeonato mundial. Um ano depois, ele largou a família para ficar com Elza - e estourou um escândalo de grandes proporções no país.


A diretora Caroline Zilberman recorre a um farto material de fotos e imagens da época para ilustrar os muitos e variados depoimentos. O nobre "elenco" inclui os jornalistas Zeca Camargo e Ruy Castro, biógrafos, respectivamente, de Elza e Garrincha, jogadores como Jairzinho, Rivellino e Gerson, e os compositores Chico Buarque e Caetano Veloso.


É curioso ver, além da relação de altos e baixos do casal, a decadência dele junto com a ascensão dela. Algo parecido já existiu na ficção: Nasce uma Estrela. E pelo mesmo motivo: o alcoolismo, grande problema na vida de Garricha, que provocou sua morte, aos 49 anos.


Elza, ao contrário, foi renascendo cada vez mais gigante. Os depoimentos da estrela dão um sabor íntimo e particular ao legado de ambos. Sua última apresentação foi em dezembro de 2021, quando a série era gravada e um mês antes de sua morte. É de arrepiar!




102 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page