top of page

Cidadãos do Mundo: não é fácil ser aposentado em Roma


Os três amigos: à procura de um país para viver


Todo mundo gostou quando exibi Cidadão do Mundo na Sessão com Miguel. E não tem sem motivos. O filme italiano, disponível no Globoplay para assinantes do Telecine, mistura docemente humor e drama para mostrar como três septuagenários têm dificuldades para viver com a aposentadoria em Roma.


Attilio (Ennio Fantastichini) fica amigo de Giorgetto (Giorgio Colangeli) e do Professor (papel do diretor Gianni Di Gregorio) - e o trio tem a ideia de mudar da Itália, já que o custo de vida está muito alto em relação ao dinheiro que recebem do governo. O problema é: para onde ir? Eles vão se consultar com um experiente viajante e nasce daí os momentos mais divertidos da comédia.


A história de Cidadãos do Mundo, embora tenha uma forte personalidade italiana, se encaixa em qualquer país em crise. No Brasil, a situação é bem parecida: burocracia para tudo e grana escassa para sobreviver após décadas de trabalho. Não tem como não se identificar com os protagonistas, seja por seus dramas pessoais, seja pela dificuldade em abandonar as origens.


Dado curioso: a melancia, que aparece no fim do filme, é o símbolo do encerramento do verão ou também de um final de ciclo.





470 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Kommentarer


Kommentarsfunktionen har stängts av.
bottom of page