Bela Vingança: um basta no machismo estrutural


Carey Mulligan: indicada ao Oscar 2021 de atriz


Bela Vingança, disponível no streaming do Telecine ou no Telecine pelo NOW, concorreu a cinco prêmios no Oscar 2021 e ficou com a estatueta de melhor roteiro original. É um ótima estreia na direção da atriz inglesa Emerald Fennell, que você deve conhecer como a Camila Parker da série The Crown. Ela também é autora do roteiro, que faz um ataque direto ao machismo estrutural.


Indicada ao Oscar de melhor atriz, Carey Mulligan está excelente no papel de Cassandra, atendente de uma cafeteria durante o dia que, nas baladas noturnas, escolhe a dedo seus parceiros. Ela finge estar embriagada e, quando percebe estar diante de abusadores sexuais, prepara sua vingança. Cassandra não tem namorado e, por um trauma do passado, se afasta dos homens como o diabo da cruz. Mas tudo pode mudar quando ela reencontra um ex-colega.


Emerald Fennell escreveu uma história atual que aborda questões pertinentes em relação aos relacionamentos. Desde 2017, quando o movimento #MeToo ganhou força, muitas mulheres passaram a não se calar quando sofrem abusos, assédios e estupros. Cassandra é uma porta-voz delas - e, com sua sede de vingança, empreende uma jornada catártica em nome da justiça.



INSCREVA-SE aqui para receber a Newsletter



286 visualizações

Posts recentes

Ver tudo