Amazon Prime: 15 ótimos filmes de 14 países europeus


Quando o Dia Chegar: um belo filme da Dinamarca


Explorar novas filmografias é o que me atrai no cinema - e nas plataformas de streaming: a diversidade e a possibilidade de ver filmes de qualquer parte do mundo. Neste post, selecionei quinze filmes, no Amazon Prime Video, de catorze países europeus (não tive como escolher só um da Dinamarca). Vale lembrar que, aqui no meu site, tudo é visto e avaliado por mim.


Quando o Dia Chegar (Dinamarca) > O roteiro foi inspirado em histórias verídicas ocorridas em orfanatos dinamarqueses na década de 60. Na trama, dois irmãos, de 13 e 10 anos, vão para num orfanato enquanto a mãe deles é internada num hospital de Copenhague. A partir daí, os garotos vão sofrer nas mãos de professores estúpidos.


A Caça (Dinamarca) > Mads Mikkelsen (de Druk) interpreta o professor de uma escolinha, divorciado, pai de um adolescente e querido pelas crianças. Mas sua vida vai sofrer um turbilhão de emoções quando uma garotinha insinua ter tido brincadeiras íntimas com ele. O (suposto) caso de pedofilia vai causar tumultos numa pequena cidade da Dinamarca - e é impossível ficar indiferente aos rumos tomados pela trama.


Força Maior (Suécia) > Outro filme escandinavo que não dá para não tomar partido. O casal sueco Tomas e Ebba estão numa estação de esqui com os filhos quando uma avalanche faz com que o marido se separe da mulher. Não é um filme-catástrofe! Trata-se de um drama sobre relacionamento conjugal e quais seriam os papéis de marido e mulher no casamento.


Os Fantasmas da Sicília (Itália) > Apaixonada por Giuseppe, a garota Luna se desespera ao saber que seu amado desapareceu misteriosamente. Ela se empenha em encontrar o garoto na Sicília dominada por mafiosos. Realista e poético, o filme é inspirado numa brutal história real.


Juliette Binoche: magnífica como Camille Claudel


Camille Claudel 1915 (França) > Não espere uma cinebiografia convencional da artista Camille Claudel (1864-1943), que foi amante de Rodin. Nesse drama intimista, a trama fica concentrada em 1915, ano em que a escultora ficou internada num hospício. Em corajosa atuação, Juliette Binoche contracena com doentes mentais reais.


Indecência (Romênia) > Duas amigas do interior tentam uma vaga numa universidade de Bucareste. Ao serem surpreendidas colando numa prova, elas são expulsas da sala e uma delas tem o celular confiscado pelo professor. No dia seguinte, ele as reencontra e faz uma proposta. Uma história com apenas três personagens, praticamente num único ambiente, mas carregada de tensão.


Suspeita (República Checa) > A senhora Galová tem 80 anos, mora sozinha e é muito carente. Daniel é um ator medíocre que, sem dinheiro, está para ser despejado de seu apartamento alugado. Ele vai encontrar com ela e... O drama também se concentra em dois personagens e um ambiente. Mas isso só mostra a força da realização hipnótica, densa e carregada de suspense.


Desejo e Reparação (Inglaterra) > Não é um filme muito novo, mas amo de paixão essa memorável adaptação do livro de Ian McEwan em que uma garota acusa o jovem Robbie Turner (James McAvoy), filho do caseiro, de um crime que ele não cometeu. O fato acaba atrapalhando o romance secreto dele com a rica Cecília (Keira Knightley).


No Matarás (Espanha) > Mario Casas é um agente de turismo que, após a morte do pai, ganha da irmã um bilhete para dar a volta ao mundo. Mas ele conhece uma tatuadora que vai mudar seu destino. O filme tem um ritmo vertiginoso.


Entardecer: Budapeste no início do século XX


Entardecer (Hungria) >A história tem início em 1913 com a chegada da jovem Íris a Budapeste, capital do Império Austro-Húngaro. Ao mesmo tempo que procura emprego, ela descobre que tem um irmão. Em mais de duas horas, o diretor do brilhante Filho de Saul capta a essência de um império em ruínas, que culminaria na I Guerra Mundial.


A Espiã (Noruega) > Uma estrela do cinema é intimada pelo serviço secreto sueco para se infiltrar entre os nazistas quando a Noruega é invadida pelos alemães. Mas, durante a missão, ela se apaixona por um diplomata húngaro. Trata-se da trajetória real da atriz e cantora Sonja Wigert, que traz um bom documento de época sobre a posição dos escandinavos na II Guerra.


O Capitão (Alemanha) > Em abril de 1945, Willi Herold, desertor alemão encontra o uniforme de um oficial do alto escalão do III Reich e assume a identidade do “capitão”. Ele ganha poder com a farda e, assim, passa a incorporar o personagem do líder nazista irracional. É de tirar o fôlego!


Supernova (Polônia) > São apenas 78 minutos que passam voando. Na trama, um acidente numa área rural vai unir um motorista engravatado, que tem ligações políticas, uma dupla de policiais, uma ambulância, uma multidão de curiosos... O contundente registro traça um panorama da corrupção e das diferenças sociais na Polônia.


Raiva: belíssima fotografia em preto e branco


Raiva (Portugal) > Enquadramentos simétricos com belíssima fotografia em preto e branco na trama que se passa no Alentejo de 1950. É a história do camponês Palma que, desempregado há mais de um ano, passa fome junto da família. Sua revolta encaminha a trama para uma tragédia.


A Garota Desconhecida (Bélgica) > Não é nem de longe meu filme preferido dos irmãos belgas Jean-Pierre e Luc Dardenne, mas coloquei na lista porque tem quem goste. A médica Jenny atende numa clínica e quer descobrir a identidade de uma jovem africana, morta perto de seu local de trabalho.


INSCREVA-SE aqui para receber a Newsletter

1,553 visualizações

Posts recentes

Ver tudo