131 filmes da Mostra que podem ser vistos on-line


Brighton 4th: o indicado da Georgia para o Oscar


Não quer marcar presença na Mostra Internacional de Cinema de forma presencial? Sem problemas. A Mostra vai até a sua casa. Nem todos os filmes que serão exibidos nos cinemas estão disponíveis no site Mostra Play, mas, mesmo assim, opções não vão faltar. Afinal, são 131 títulos, vindos de países como China, Suíça, República Checa, Irã, França, Polônia, Egito e Espanha.


O ingresso para cada filme custa R$ 12,00 e pode ser comprado diariamente no site da Mostra Play. O pagamento é via cartão de crédito das bandeiras Visa ou Mastercard. Após a compra, os filmes ficam disponíveis por 72 horas e, após o play, por 24 horas.


Há pacotes por R$ 57,00 (5 ingressos), R$ 105,00 (10 ingressos) e R$ 150,00 (15 ingressos). Se você optar por algumas dessas opções, deve fazer o pedido pelo email: pacote_mostraplay@mostra.org


Antes mesmo de começar a Mostra, eu já tinha visto alguns filmes nas sessões para imprensa. Por enquanto, recomendo Coisas Verdadeiras e o documentário O Garoto Mais Bonito do Mundo. Evitaria Higiene Social, I Comete - Um Verão Na Córsega e Um Forte Clarão.


Vale ficar de olho em dois filmes que seus países indicaram ao Oscar 2022: Brighton 4th, de Georgia, e Irmandade, da Macedônia.


Tudo o que você precisa saber sobre a Mostra Internacional de Cinema de forma presencial


Lista completa dos filmes (disponíveis até 4/11)


18½, de Dan Mirvish (EUA)

A Colheita do Trigo, de Yu-Qiang Tang (China)

A Felicidade Das Coisas, de Thais Fujinaga (Brasil)

A Garota e a Aranha, de Ramon Zurcher (Suíça)

A Lei, de Amadeo Canônico (Brasil)

A Taça Partida, de Esteban Cabezas (Chile)

A Terra de Frente, de Thiago Cóstackz (Brasil)

Absence, de Ali Mosaffa (República Tcheca)

Ailey, de Jamila Wignot (EUA)

Alta Demanda - A Vida e a Obra de Dani Karavan, de Barak Heymann (Israel, Polônia)

Amor Fati, de Cláudia Varejão (Portugal)

Anatomia, de Ola Jankowska (Polônia)

Ao Oriente, de José María Avilés (Equador)

Armugan, de Jo Sol (Espanha)

As Bruxas do Oriente, de Julien Faraut (França)

As Faces do Mao, de Dellani Lima (Brasil)

Assim Queimamos, de Alana Waksman (EUA)

At the End of Evin, de Mohammad Torab Beigi (Irã)

Atlântida, de Yuri Ancarani (Itália)

Aurora, de Paz Fabrega (Costa Rica)

Bi Aban, de Mehrdad Koroushnia (Irã)

Branco Puro, de Necip Çaghan Özdemir (Turquia)

Brighton 4th, de Levan Koguashvili (Geórgia)

Capitães de Zaatari, de Ali El Arabi (Egito)

Coisas Verdadeiras, de Harry Wootliff (Reino Unido)

Dançarino Cubano, de Roberto Salinas (Itália)

Diários de Otsoga, de Miguel Gomes (Portugal)

Domando o Jardim, de Salomé Jashi (Suíça)

Eles Transportam a Morte, de Helena Girón (Esp)

Entre Dois Crepúsculos, de Selman Nacar (Turquia)

Espírito Sagrado, de Chema García Ibarra (Esp)

Eu Era Um Homem Comum, de Makoto Yogi (EUA)

Eu Quero Falar sobre Duras, de Claire Simon (Fra)

Eu Vejo Você em Todos os Lugares, de Bence Fliegauf (Hungria)

Fantasmas de Bergman, de Gabe Klinger

Fatores Humanos, de Ronny Trocker (Alemanha)

Filho das Monarcas, De Alexis Gambis (México)

Fim da Primavera, de Jaicheng Zxai Dohutia (Índia)

Fogo nas Montanhas, de Ajitpal Singh (Índia)

Grand Cancan, de Mikhail Kosyrev-Nesterov (Rus)

Higiene Social, de Denis Côté (Canadá)

Holgut, de Liesbeth De Ceulaer (Bélgica)

I Comete - Um Verão Na Córsega, de Pascal Tagnati (França)

Ilhas, de Martin Edralin (Canadá)

Imaculada, de Monica Stan (Romênia)

Intregalde, de Radu Muntean (Romênia)

Irmandade, de Dina Duma (Macedõnia Do Norte)

Laranjas Sangrentas, de Jean-Christophe (Fra)

Lidando com a Morte, de Paul Nam Rigter (Holanda)

Listen, de Ana Rocha de Souza (Portugal)

Lua Azul, de Alina Grigore (Romênia)

Luz Natural, de Dénes Nagy (Hungria)

Madalena, de Madiano Marcheti (Brasil)

Madeira e Água, de Jonas Bak (Alemanha)

Mar Infinito, de Carlos Amaral (Portugal)

Mares do Desterro, de Sandra Alves (Brasil)

Mateína - A Erva Perdida, de Peñagaricano (Uru)

Minha Noite, de Antoinette Boulat (França)

Molodi, de Alexander Seliverstov (Rússia)

Momentum, de Edwin Charmillot (Suíça)

Mundo Novo, de Álvaro Campos (Brasil)

Ninguém ao Norte, de Zebin Zhang (China)

No Táxi do Jack, de Susana Nobre (Portugal)

Nostromo, de Fisnik Maxville (Suíça)

O Atlas dos Pássaros, de Olmo Omerzu (Rep Tcheca)

O Cão que Não se Cala, de Ana Katz (Argentina)

O Compromisso de Hasan, de Kaplanoglu (Tur)

O Garoto Mais Bonito do Mundo, de Kristina Lindström (Suécia)

O Gravador de Haruhara-san, de Kyoshi Sugita (Japão)

O Leopardo das Neves, de Marie Amiguet (França)

O Mar à Frente, de Ely Dagher (França)

O Outro Tom, de Rodrigo Plá (México)

O Ruído dos Motores, de Philippe Gregoire (Canadá)

O Uivo das Romãs, de Granaz Moussavi (Austrália)

Os Anos 20, de Elisabeth Vogler (França)

Os Cães Não Dormiram Ontem à Noite, de Ramin Rasouli (Afeganistão)

Os Donos da Casa, de Carla Dauden (Brasil)

Os Intranquilos, de Joachim Lafosse (Bélgica)

Os Inventados, de Leo Basilico (Argentina)

Os Últimos Sobreviventes, de Veiko Õunpuu (Fin)

Pedregulhos, de P.S. Vinothraj (Índia)

Pegando a Estrada, de Panah Panahi (Irã)

Pequena Palestina, Diário de um Cerco, de Abdallah Al-Khatib (Líbano)

Poropopó, de Luís Igreja (Brasil)

Primeiro Encontro, de Manuel Crosby (EUA)

Quando uma Fazenda se Incendeia, de Jide Tom Akinleminu (Alemanha)

Quem Fomos, de Marc Bauder (Alemanha)

Radiografia de uma Família, de Firouzeh Khosrovani (Noruega)

Regina, de Alessandro Grande (Itália)

Regresso a Reims (Fragmentos), de Jean-Gabriel Périot (França)

Sanguessugas - Uma Comédia Marxista sobre Vampiros, de Julian Radlmaier (Alemanha)

Second Thoughts, de Zora Rux (Alemanha)

Sexplicação, de Alex Liu (EUA)

Simon Chama, de Marta Sousa Ribeiro (Portugal)

Souad, de Ayten Amin (Egito)

Sr. Bachmann e Seus Alunos, de Maria Speth (Ale)

Superior, de Erin Vassilopoulos (EUA)

Tempo Ruy, de Adilson Mendes (Brasil)

Transversais, de Émerson Maranhão (Brasil)

Três Irmãos, de Francesco Montagner (Rep Tcheca)

Truman & Tennessee: Uma Conversa Pessoal, de Lisa Immordino Vreeland (EUA)

Um Forte Clarão, de Ainhoa Rodríguez (Espanha)

Urubus, de Claudio Borrelli (Brasil)

Vera Sonha com o Mar, de Kaltrina Krasniqi (Kosovo)

Visões do Império, de Joana Pontes (Portugal)

Yuni, de Kamila Andini (Indonésia)

Zahorí, de Marí Alessandrini (Suíça)

Ziraldo - Uma Obra que Pede Socorro, de Guga Dannemann (Brasil)


Entram nos próximos dias na plataforma


Jane por Charlotte: Charlotte Gainsbourg faz um registro de sua mãe, Jane Birkin


18 KHZ, de Farkhat Sharipov (Cazaquistão)

66 Questões da Lua, de Jacqueline Lentzou (Grécia)

A Noite do Fogo, de Tatiana Huezo (México)

Ahed`s Knee, de Nadav Lapid (França)

Assim Como no Céu, de Tea Lindeburg (Dinamarca)

Atlas, de Niccolò Castelli (Suíça)

Ayar, de Floyd Russ (EUA)

Azor, de Andreas Fontana (Suíça)

Bantú Mama, de Ivan Herrera (Rep Dominicana)

Bergman Island, de Mia Hansen-Løve (França)

Camila Sairá Esta Noite, de Ines Barrionuevo (Arg)

Curtas Jornadas Noite Adentro, de Thiago Mendonça (Brasil)

Distrito Terminal, de Bardia Yadegari, Ehsan Mirhosseini (Irã)

El Planeta, de Amalia Ulman (Espanha)

Jane por Charlotte, de Charlotte Gainsbourg (Fra)

No Limite do Destino, de Yusuke Kitaguchi (Japão)

O Cego que Não Queria Ver o Titanic, de Teemu Nikki (Finlândia)

O Perfeito David, de Felipe Gómez Aparicio (Arg)

Olga, de Elie Grappe (Suíça)

Procurando por Venera, de Norika Sefa

Zere, de Dauren Kamshibayev (Cazaquistão)


INSCREVA-SE aqui para receber a Newsletter


713 visualizações

Posts recentes

Ver tudo