top of page

Sorria: vale fazer terror com suicidas?


A psiquiatra traumatizada: tema sério vira terror


O ano de 2022 foi inundado por uma série de filmes de terror e 2023 está indo pelo mesmo caminho. Os roteiristas estão querendo tanto ser "originais" que, na minha opinião, pegam um assunto dramático e sério e transformam em terror. Não curto. Sorria, disponível no Paramount+ e no Globoplay para assinantes do Telecine, por exemplo, se aproveita de suicidas para meter medo no espectador.


Na trama, uma psiquiatra passa a ter visões de uma mulher sorrindo após uma paciente tirar a própria vida na frente dela. É um choque, um trauma, um pesadelo sem fim.


Dei uns pulos do sofá - e isso é um bom sinal para um filme do gênero. Mas transformar um trauma em uma história de horror me parece leviano. E, pelo desfecho, terá sequência.



184 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

留言


留言功能已關閉。
bottom of page