top of page

O Estripador de Déli: um raro serial killer indiano


Pedaços de corpo: mais uma vítima do matador


Não entendi o título no plural da série documental Assassinos Indianos - O Estripador de Déli, da Netflix, já que há apenas um serial killer, o tal açougueiro de Delhi, no original. Dito isso, a plataforma de streaming vem pegando pesado nas histórias de true crime e, embora seja curiosa por sua nacionalidade, achei um repetitiva.


É mais um daqueles casos escabrosos. Em meados dos anos 2000, em três ocasiões distintas, pedaços de corpos foram deixados próximos a um presídio de Déli, capital da índia. Os policiais não tinham como identificar os mortos e o ardiloso matador, em bilhetes, os desafiava a encontrá-lo. As três vítimas eram um número pequeno diante da quantidade de vidas ceifadas pelo assassino.


Há depoimentos de detetives, "olheiros" de rua que conseguiram encontrar o serial killer e, o mais importante, entrevistas com moradores de um vilarejo do Estado de Bihar, onde nasceu e cresceu Chandrakant Jha.


A história do estripador explicita os abismos sociais da Índia, a corrupção policial, as precárias e paupérrimas condições de vida da população carente. Enquanto produção, porém, O Estripador de Déli deixa a desejar. Quase sem imagens da época, a série usa a recriação com atores para rememorar os crimes (algo que eu não gosto) e, assim, poder esticar os três episódios.





425 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Hozzászólások


A hozzászólások ki vannak kapcsolva.
bottom of page