Os 12 melhores filmes de Brad Pitt - e onde assistir


Brad Pitt como Jesse James: filme pouco famoso


Dia 18 de dezembro, Brad Pitt faz 58 anos. Escolhi fazer uma lista com meus filmes preferidos do ator, que estão disponíveis nas plataformas digitais por assinatura, porque acho Pitt uma unanimidade - vide a torcida pelo Oscar que ele ganhou por Era uma Vez em... Hollywood.


Ao fazer a lista, percebi que ele já trabalhou com os grandes diretores americanos. Com David Fincher, fez três filmes e com Tarantino, dois. Além de atuar sob o comando de Ridley Scott, Terrence Malick e Steven Soderbergh. Como nem tudo é perfeito, o astro já se meteu em roubadas, mas há uma unidade em sua filmografia, sobretudo quando ele se volta para o cinema independente americano e se afasta de papéis de galã ou de herói.


A lista abaixo não está por ordem de preferência (é impossível para mim) e, sim, por cronologia.


Thelma & Louise (1991) > Foi o filme que revelou Brad Pitt, então com 27 anos. O futuro galã apareceu pouco no filme estrelado por Susan Sarandon e Geena Davis, mas roubou a cena em que surge sem camisa e com chapéu de caubói. Onde assistir: Streaming do Telecine ou Telecine pelo NOW.


Nada É para Sempre (1992) > Pitt teve sua beleza comparada à do diretor do filme, Robert Redford. Ele interpreta o filho de um reverendo rígido, que o educou na base da religião e do hábito pela pescaria. Onde assistir: Amazon Prime Video.


Seven, com Morgan Freeman: policial nos anos 90


Seven (1995) > Ao lado de Morgan Freeman, Pitt foi dirigido pelo grande David Fincher no drama de suspense com desfecho surpreendente. Na trama, os atores interpretam policiais à caça de um serial killer, que mata se baseando nos sete pecados capitais. Onde assistir: HBO Max.


Os 12 Macacos (1995) > Pitt recebeu sua primeira indicação ao Oscar (de ator coadjuvante) no papel do maluco de um sanatório, que tem a companhia de James Cole (Bruce Willis), que veio do futuro para encontrar a cura de um vírus mortal. O diretor é o badalado Terry Gilliam. Onde assistir: NOW.


Clube da Luta (1999) > O personagem de Edward Norton abre um clube de combates em sociedade com um vendedor de sabonetes (Brad Pitt). Mais um trabalho notável de David Fincher, que tem um desfecho inesperado. Onde assistir: Netflix, Amazon Prime Video e Streaming do Telecine.


Snatch: o divertido boxeador de sotaque irlandês


Snatch (2000) > O filme de Guy Ritchie (um de seus melhores) tem Benicio del Toro, Vinnie Jones e Jason Statham, mas foi Brad Pitt, num papel menor, quem conquistou público e crítica. Com um divertido sotaque irlandês, ele interpreta um pugilista numa história que envolve roubo de diamante e lutas ilegais. Onde assistir: Paramount+.


Onze Homens: o elegante ladrão de cassinos


Onze Homens e um Segredo (2001) > Steven Soderbergh fez um ótimo remake do filme de 1960 sobre Danny Ocean (George Clooney), que sai da cadeia sob condicional e, ao lado do parceiro Rusty Ryan (Brad Pitt), planeja roubar três cassinos de Las Vegas. Os astros voltaram em mais duas sequências. Onde assistir: HBO Max.


O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert Ford (2007) > Pouca gente viu esse faroeste sensacional que tem Pitt na pele de Jesse James, o fora da lei, pistoleiro e ladrão, que tinha um homem invejoso à sua sombra, o fracassado Robert Ford (Casey Affleck). Onde assistir: Globoplay.


O Curioso Caso de Benjamin Button (2008) > Foi a primeira indicação ao Oscar de melhor ator para Pitt, que perdeu o prêmio para Sean Penn, em Milk. Eu adoro o filme, também dirigido por David Fincher, sobre um personagem que nasce idoso e vai rejuvenescendo com o passar dos anos. Onde assistir: HBO Max e Globoplay.


Bastados Inglórios (2009) > Em um dos melhores filmes de Quentin Tarantino, Pitt faz o papel de Aldo Raine, o militar especializado em torturar e matar nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. Onde assistir: Amazon Prime Video, Globoplay, Paramount+ e Streaming do Telecine.


A Árvore da Vida (2011) > O diretor Terrence Malick faz trabalhos experimentais, geralmente com uma câmera que “passeia” por cenários e personagens. Pitt interpreta um pai que educa com rigidez os três filhos na década de 50. Não é uma trama com cronologia e pode ser interpretada de diversas formas. Onde assistir: Amazon Prime Video (só dublado), Globoplay, MUBI e Streaming do Telecine.


Era uma Vez em... Hollyood (2019) > No meu filme preferido de Tarantino, Pitt faz o melhor amigo e dublê do decadente astro do faroeste Rick Dalton (Leonardo DiCaprio), na Hollywood de 1969. Finalmente, em 2020, Pitt levou para casa seu primeiro Oscar. Onde assistir: Amazon Prime Video.


INSCREVA-SE aqui para receber a Newsletter


1,438 visualizações

Posts recentes

Ver tudo