top of page

Rotting in the Sun: um pouco de sexo e muito mistério

O influencer e o cineasta: encontro casual na praia


Eu gosto de avisar sobre filmes muito ousados em termos sexo porque nunca se sabe quem vai assistir. Rotting in the Sun, que está na MUBI, tem, em seus quinze minutos iniciais, muitos closes em genitálias masculinas e cenas explícitas de sexo gay.


Isso se explica porque o protagonista, que é o próprio diretor (Sebastián Silva), está deprimido e em crise de criação e vai relaxar numa praia de nudismo. Lá ele encontra um influenciador digital extremamente fútil que quer trabalhar com ele numa série.


De volta à Cidade do México, o cineasta decide aceitar o convite e, a partir daí, a história toma um rumo totalmente inesperado. Ela vira uma comédia de erros, que diverte e faz você grudar na trama. Estamos aqui no terreno do cinema beeem independente, então não espere uma técnica perfeitinha. Mas é um passatempo feito com frescor e imaginação.




171 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page