top of page

Garota Americana: sensível e difícil relação entre mãe e filha


Mãe e a filha adolescente: raros momentos de paz


Ainda vou fazer uma lista com filmes de Taiwan porque estou impressionado com a qualidade da cinematografia do país asiático. Eu já tinha indicado, recentemente, The Falls e, agora, minha recomendação é American Girl/Garota Americana. Ambos estão na Netflix e tratam do complicado relacionamento entre mãe e filha.


O início da trama é no aeroporto de Taiwan. Depois de uma longa permanência na Califórnia, Lily (Karena Lam) regressa com as duas filhas ao país natal. Além de reencontrar o marido, ela precisa fazer um tratamento de câncer de mama. As meninas, que falam inglês e mandarim, não gostaram da mudança. A caçula tenta se adaptar, mas a adolescente Fen (Caitlin Fang) é dura na queda. Ela tem um gosto muito americano e começa a dar dores de cabeça para sua mãe.


Nas sinopses que eu leio, inclusive a da Netflix, aborda-se, com certa importância, a epidemia de SARS, que atingiu Taiwan em 2003. Mas isso é um pano de fundo e vai despontar perto do desfecho.


A questão aqui é outra. É a adaptação de uma "garota americana" aos costumes de um país que ainda usa a palmatória para repreender os alunos. E é também um reencontro de uma mulher com suas origens e de uma filha tentando reencontrar a mãe que ela pensa que irá perder.


A diretora Fiona Roan, nascida em Taiwan e radicada nos Estados Unidos, conta uma história semi-autobiográfica com muita honestidade e transparência. E é seu primeiro longa-metragem!





371 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page