top of page

Transatlântico: mix curioso de ficção e realidade


Os personagens da minissérie: Marselha ocupada


Demorei um pouco para ver Transatlântico, minissérie da Netflix, mesmo que alguns leitores tenham me indicado. É que, sinceramente, eu tenho um pé atrás com as grandes liberdades que aparecem em histórias reais.


A trama se passa em Marselha, em 1940, e mostra como uma americana, com o dinheiro do pai, ajudou vários refugiados judeus a fugir da França ocupada pelos nazistas.


Vi alguns problemas, como situações mal explicadas ou mal resolvidas, e personagens secundários que surgem num episódio e desaparecem no seguinte.


Mas é um misto curioso de ficção e realidade. O caso realmente existiu, assim como personalidades famosas, como os pintores Max Ernst e Marc Chagall e a filósofa Hannah Arendt. Entre prós e contras, Transatlântico vale ser vista.




165 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page